Arquivo

Arquivo de setembro, 2010

A imposição de uma consciência ecológica

8, setembro, 2010 Sem comentários


Nos últimos dias tenho ouvido muito na mídia sobre ecologia focado em reciclagem. Um assunto tão importante como esse, é tratado aqui no Brasil como se reciclagem fosse algo que já fizéssemos há anos.
Interessante também é observar como aqueles que tentam despertar na população o interesse por esse assunto parecem realmente não considerar questões básicas em suas abordagens.

O Governo por exemplo, sugere que a dona de casa, durante sua árdua tarefa diária, separe todo lixo, cuidando em não misturar orgânicos, metais, papeis, vidros e plásticos. Até parece interessante, até você se perguntar: Como tudo isso vai funcionar? A maioria da população vive em minusculas moradias, será que caberá mais quatro recipientes de lixo numa casa? E o pior: o que adianta separar o lixo se na prática não existe coleta seletiva?

O Governo precisa iniciar projetos envolvendo a população, os condomínios, as empresas responsáveis pela coleta de lixo os sindicatos dos catadores, objetivando fazer menos propaganda e mais ação. É necessário projetar e distribuir gratuitamente um repositório de lixo compacto que seja possível num mesmo repositório, de forma prática armazenar todo tipo de lixo. E mais: é preciso fazer a coleta seletiva nesses bairros.

Algumas redes varejistas têm dado a opção de se adquirir sacolas “retornáveis”. Fico imaginando isso na prática pois à exceção do responsável pelas compras domesticas, a maioria das pessoas, não vão para o supermercado, passam lá. Imagine agora você que foi ao shopping, lembrou que precisava comprar algo mais que estava em falta mas não poderá faze-lo pois não trouxe sua sacola retornável. Se esse algo for muito importante, você poderá adquirir outra sacolinha pelos módicos R$ 4,50.

Soluções como essas nada mais são que tentativas de lançar novos produtos sob o marketing de uma
iniciativa ecologicamente correta.

Por fim não poderia deixar de mencionar a área de tecnologia que a cada dia evolui de tal forma que o mercado lança para o consumo novos produtos em intervalos cada vez menores.
No Brasil, logo teremos mais dispositivos móveis que brasileiros, ainda que esses não estejam proporcionalmente distribuídos, ou seja, não estou dizendo que todos terão um dispositivo.
Todos sabemos que não se deve descartar a baterias desses dispositivos em lixo comum, mas você conhece
algum ponto de coleta? Tipo você foi almoçar e viu a placa: “Descarte suas baterias de celulares Aqui!”.
Você não precisou ligar para nenhuma agência regulamentadora, não precisou ameaçar o gerente de uma revendedora de aparelhos celulares…

É preciso haver compreensão que apenas marketing não é suficiente para haja um despertamento de uma consciência ecológica.

Categories: geral Tags: